segunda-feira, 29 de agosto de 2016

Quem tem medo de quê?


"Quem tem medo do lobo mau, lobo mau, lobo mau?"  Uma pergunta inicia a música em minha memória de infância. Lembro dos meus medos infantis: medo do escuro, medo de ser esquecida em algum lugar, medo de fantasmas, medo de bicho papão e medos dos adultos que metiam medo em mim. E não é que até hoje encontro adultos que adoram esse papel de intimidar os pequenos com histórias  como: Se você não fizer isso te levo pro dentista, te dou injeção, o velho vem te pegar, o doido vai te levar e por aí vai.  Como se não fosse suficiente as inseguranças naturais da idade. Prefiro ajudar crianças a vencer os seus medos, a criar confiança em si mesmas e fazer parte de suas boas memórias. Tava pensando nisso quando encontrei com minha pequena o livro "Grande Livro dos Medos" de Emily Gravett, Editora Salamandra. Nas páginas um Ratinho expressa seus medos e convida o leitor a expressar os seus, claro que aproveitei a oportunidade para expressar os meus, Yuri Ferraz falou os deles e Malu contou os dela. Bem, ouvi coisas inesperadas de minha pequena. Bom demais experimentar isso, lindo, simples e direto.


E falando em medos que tal uma boa contação de história pra dissipar os medos e aumentar a alegria?
 Bem, tive oportunidade de contar uma dessas histórias sábado, dia 27 de setembro, na Raízes da Terra na Instituição Khalil Gibran. A história foi adaptada do livro "Valentina e a Chave Misteriosa" de Bianca Molica Ganuza da editora AME, essa história inclusive faz parte de um outro post aqui no blog.